Atenção conservadores e destemidos: 5 estratégias para ter sucesso nos investimentos no pós pandemia

Apesar de o BNP Paribas WM continuar a ‘confiar’ na Bolsa de Valores dos EUA, identifica um forte potencial em mercados emergentes.

A pandemia do novo coronavírus veio mudar tudo, é incontornável. Logo, também a forma de investir, num cenário repleto de desafios, se alterou e. hoje, obriga a uma maior reflexão sobre que pontos devem, ou não, ser reforçados.

Neste contexto único, o BNP Paribas Wealth Management apresenta cinco estratégias de investimento para vencer no novo ambiente, considerando que, a partir de agora, no universo dos investimentos haverá oportunidades para todos os gostos, à altura dos perfis mais conservadores mas também dos destemidos ou mais tolerantes ao risco.

Importa referir que apesar de o BNP Paribas WM continuar a ‘confiar’ na Bolsa de Valores dos EUA, identifica um forte potencial em mercados emergentes, especialmente na Ásia, e sublinha que a Europa está a negociar a preços atraentes.

Invistir em empresas de qualidade
Empresas com alta rentabilidade em recursos próprios (ROE), baixa alavancagem e cujos benefícios flutuam pouco devem ser as suas escolhas. Existem empresas que podem comportar-se bem no final deste ciclo e diante de recessões. Destacam-se setores como o dos produtos farmacêuticos e de tecnologia. Contudo, não dispensa avaliação de riscos e possíveis correções.

Soluções defensivas
Para aqueles que procuram retornos de baixo risco, a sugestão vai para títulos com grau de investimento e dívida subordinada. Também para títulos verdes dos EUA, títulos corporativos em dólares de mercados emergentes e governos em moeda local. Destaca-se ainda a atratividade nos empréstimos de empresas europeias e em alguns investimentos alternativos (newcits, long short equity e event driver). Nestes casos, importa monitorizar riscos como a volatilidade da moeda e possíveis falências.

Desglobalização
Após a pandemia, constatou-se que existem países e empresas que podem beneficiar da mudança de tendência no comércio mundial. Nas cadeias de fornecimento ‘off-horing’, existem países vencedores, como Taiwan e Coreia do Sul, em tecnologia, bem como muitas áreas da Ásia especializadas no fabrico de produtos. O BNP Paribas WM também chama a atenção para algumas pequenas e médias empresas em nichos de negócios e, prudentemente, aconselha a incorporação de ativos de refúgio como o ouro, que ainda vê uma tendência de alta; o iene e o dólar. Mas este último apenas taticamente, para momentos de stress.

Inovação em 5G e Inteligência Artificial
A crise do coronavírus reforça esta tendência que ainda tem um caminho seletivo por fazer. O BNP Paribas WM aposta nas ações da Internet das coisas (IoT), empresas de armazenamento em ‘cloud’, equipamentos de rede, fabricantes de semicondutores, antenas, torres e fornecedores de software. Em Inteligência Artificial também aposta em serviços financeiros e no setor farmacêutico. Mas, atenção, são setores mais voláteis diante de uma possível correção no mercado ou se houver um desenvolvimento de tecnologia mais lento do que o esperado.

Inovação no setor da saúde
Neste caso, a aposta não é apenas em produtos farmacêuticos, devemos ir para além: empresas de equipamentos médicos, laboratórios, diagnósticos, tratamentos, biotecnologia, robôs, tratamentos personalizados. Tudo o que tem a ver com prevenção, higiene e testes torna-se relevante. Aqui também entra a gestão e eficiência dos hospitais.

 

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Eventos digitais: tendências, vantagens e preocupações
Automonitor
Covid-19: SEAT doa 100 mil euros para projeto #YoMeCorono