BCE mantém taxas mas admite novas descidas

Conselho de governadores reuniu-se pela última vez sob a presidência de Mario Draghi.

O Banco Central Europeu decidiu esta quinta-feira manter inalteradas todas as taxas de juro directoras, mas não descartou a possibilidade de uma maior redução em reuniões futuras.

O conselho de Governadores do BCE prevê que as taxas de juro directoras “se mantenham ou diminuam dos níveis actuais até que se verifique que a previsão de inflação converge para um nível suficientemente perto, mas abaixo, dos 2% no horizonte de projecção”.

Naquela que foi a última reunião do Conselho de Governadores do Banco Central Europeu (BCE) presidida por Mario Draghi, foi confirmado o reinício do Quantitative Easing (QE) em Novembro, com compra de dívida no valor de 20 mil milhões de euros por mês, por um período indeterminado.

A taxa de referência manteve-se em 0%, tal como a taxa de juro aplicável á facilidade permanente de cedência de liquidez, enquanto a taxa de depósitos, aplicada ao excesso de liquidez do sistema financeiro do euro, permaneceu nos -0,5%.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Sporting CP: partilhar é o maior presente de todos
Automonitor
Renault lamenta morte do pai dos Dacia Kwid, Sandero e Logan