Berlim desbloqueia avanço da união bancária total

Ministro das Finanças alemão favorável ao mecanismo comum de protecção dos depósitos dos aforradores.

A união bancária total da Zona Euro está mais próxima da concretização, depois de Berlim adiantar que está disponível para apoiar o mecanismo único de garantia de depósitos.

 

Olaf Scholz, ministro das Finanças alemão, afirmou num artigo de opinião publicado no ‘Financial Times’ que o papel global da Europa seria prejudicado se não conseguir concluir a integração do sector financeiro da Zona Euro.

 

A necessidade de aprofundar e concluir a união bancária europeia é inegável. Depois de anos de discussões, o impasse tem de terminar», afirmou, acrescentando que o Brexit – a City de Londres é o maior centro financeiro da UE – também significa que está na altura de promover uma melhor integração dos bancos do Bloco.

 

Segundo o ‘FT’, o elemento mais surpreendente da proposta do ministro das Finanças alemão é o plano para criar um mecanismo comum na UE que proteja os depositantes durante colapsos bancários. Este plano tinha sido rejeitado pela Alemanha devido à oposição pública, que se manifestou contra colocar os contribuintes do país em risco por causa da instabilidade dos bancos noutros mercados.

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Utilizadores do Facebook assinam guia do Porto
Automonitor
Túnel do Grilo: IP prevê investir 10 milhões de euros