Bolsa de Hong Kong deixa cair por terra oferta pela LSE

Proposta de compra de 36 mil milhões não agrada a accionistas da Bolsa de Londres.

A Bolsa de Hong Kong (Hong Kong Exchanges and Clearing) desistiu da oferta de compra não solicitada pela sua congénere londrina, por um valor superior a 32 mil milhões de libras (36 mil milhões de euros) em dinheiro e acções.

De acordo com uma nota publicada pelo CEO da HKEX, Charles Li, a administração «ainda acredita que o racional estratégico da combinação é convincente e criaria um grupo líder mundial em infra-estruturas de mercado».

Charles Li escreveu ainda que «pese embora a grande quantidade de trabalho e discussões com um grupo alargado de reguladores e accionistas, o nível de comprometimento da LSEG levou-nos a concluir que a busca contínua por uma combinação dos dois negócios não seria do melhor interesse dos nossos próprios accionistas».

A London Stock Exchange (LSE), por outro lado, indicou que «está comprometida e continua a fazer bons progressos na proposta de aquisição da Refinitiv».

Recorde-se que a LSE avançou em Setembro com uma proposta de compra de 27 mil milhões de dólares (24,5 mil milhões de euros) pela Refinitiv, um negócio que depende ainda do parecer favorável dos accionistas dos dois grupos.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Sporting CP: partilhar é o maior presente de todos
Automonitor
Renault lamenta morte do pai dos Dacia Kwid, Sandero e Logan