Bolsa de Hong Kong oferece 36 mil milhões pela LSE

London Stock Exchange recebe, em média, uma proposta de aquisição a cada 2,5 anos.

A Bolsa de Hong Kong (Hong Kong Exchanges and Clearing) lançou uma oferta não solicitada pela sua congénere londrina, por um valor superior a 32 mil milhões de libras (36 mil milhões de euros) em dinheiro e acções.

De acordo com analistas da Berenberg ouvidos pela agência Reuters, a London Stock Exchange recebe, em média, uma proposta de aquisição a cada 2,5 anos.

No entanto, a OPA actual reveste-se de maior urgência na decisão. A LSE avançou no mês passado com uma proposta de compra de 27 mil milhões de dólares (24,5 mil milhões de euros) pela Refinitiv, um negócio que depende ainda do parecer favorável dos accionistas dos dois grupos, mas que poderá cair por terra caso a LSE opte pela oferta de Hong Kong.

A LSE afirmou em comunicado que a proposta é “preliminar e altamente condicional”, mas que “será considerada”, remetendo para mais tarde qualquer anúncio sobre a decisão.

Um analista ouvido pelo Financial Times referiu que “os accionistas não serão apressados a tomar uma decisão já que gostamos do negócio com a Refinivit. Se esta for uma jogada de abertura da HKEX e se subir mais 10%, então teremos de analisar o que se passa no curto prazo com o preço das acções da LSE versus uma visão a cinco anos sobre onde o preço das acções poderá estar com uma integração de sucesso da Refinitiv”.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nova Kinda de Oeiras tem um corredor infinito e um Design Studio
Automonitor
Cepsa Black Week começa esta sexta-feira