China contra-ataca na guerra comercial com os EUA

Queixa de tarifas irregulares ainda no tempo da presidência Obama levam China a ameaçar com novas sanções.

A China recebeu luz verde para sancionar os EUA em 2,4 mil milhões de dólares anualmente por não ter sido cumprida uma decisão da Organização Mundial do Comércio relativa a tarifas ainda na era Obama.

De acordo com um documento divulgado esta segunda-feira e citado pela agência Reuters, a OMC decretou em Julho que os EUA poderão sofrer sanções por parte da China se não retirar determinadas tarifas que violam as regras da organização, tendo dado luz verde à efectivação a meio de Agosto.

Os EUA afirmaram na altura que a decisão não era válida, porque os juízes da OMC fizeram «uma interpretação legal errada nesta disputa». Uma delegação dos EUA, por outro lado, afirmou que a China continua a ser o «infractor em série» ao acordo de subsídios da OMC.

Recorde-se que decorrem conversações entre os dois países para terminar com uma guerra comercial que se arrasta há um ano e meio.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Sporting CP: partilhar é o maior presente de todos
Automonitor
Renault lamenta morte do pai dos Dacia Kwid, Sandero e Logan