Como proteger-se da fraude online

Os conselhos do Banco de Portugal para ter o seu dinheiro e as suas contas protegidas.

Há cada vez mais esquemas fraudulentos online e se alguns até os mais incautos conseguem detectar, outros há que conseguem enrolar de tal forma as vítimas que, quando dá conta do erro, já ficou sem o dinheiro e sem rasto dos criminosos.
Para evitar ser apanhado nestas redes, o Banco de Portugal elaborou uma lista de procedimentos que deve seguir à risca.

 

Antes de se ligar à internet

  • Evite usar equipamentos públicos.
  • Proteja o seu equipamento com programa antivírus e anti-spyware e com firewall.
  • Actualize regularmente os programas que protegem o seu computador, tablet ou smartphone.


Quando utiliza a internet

  • Não utilize palavras-passe óbvias (por exemplo, 123456 ou associadas a informação pessoal fácil de obter, como a data de nascimento).
  • Não divulgue as suas palavras-passe a terceiros.
  • Não abra e elimine imediatamente qualquer mensagem de email de carácter duvidoso.
  • Não clique em links nem faça downloads de fontes desconhecidas.
  • Não inscreva dados confidenciais e outras informações em sítios de internet cuja autenticidade não esteja assegurada.

Quando faz uma operação bancária 

  • Certifique-se de que a instituição está autorizada a prestar serviços bancários ou a realizar pagamentos em Portugal.
  • Digite sempre o endereço electrónico pretendido. Não aceda à página através de links em mensagens de email, através de endereços gravados nos “Favoritos” ou no “Histórico”, nem através de resultados de pesquisas.
  • Verifique se o endereço a que pretende aceder se inicia com https:// e que aparece um cadeado no final do endereço ou na barra inferior da janela.
  • Nunca divulgue a totalidade das coordenadas do cartão matriz de acesso ao serviço de homebanking (a sua instituição financeira nunca pedirá que o faça).

Quando faz uma compra online

  • Antes de fazer uma compra, procure informações sobre o vendedor.
  • Utilize cartões virtuais (pode criá-los através de um caixa automático ou do homebanking) ou use instrumentos de pagamento com segurança acrescida (por exemplo: cartões com limite de crédito, com reduzido prazo de validade ou com procedimentos de autenticação adicionais).

Depois de fazer uma operação bancária ou uma compra online

  • Guarde os registos das operações efectuadas.
  • Consulte periodicamente a sua conta e verifique os movimentos realizados.


Se suspeitar de fraude:

  • Contacte imediatamente a instituição que lhe presta serviços bancários ou de pagamento.
  • Faça uma participação às autoridades (PSP, GNR, PJ ou Ministério Público).
Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Sporting CP: partilhar é o maior presente de todos
Automonitor
Renault lamenta morte do pai dos Dacia Kwid, Sandero e Logan