Consumidores e empresas mais confiantes em Novembro

Situação económica do país motiva crescimento da confiança dos consumidores.

O indicador de confiança dos consumidores retomou em Novembro o crescimento verificado desde Abril, depois de ter registado uma quebra em Outubro, enquanto o clima económico estabilizou.

De acordo com os “Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores” do INE, «o aumento do indicador de confiança dos Consumidores resultou do contributo positivo das expectativas relativas à evolução da situação financeira do agregado familiar, da situação económica do país e da realização de compras importantes. As opiniões sobre a evolução passada da situação financeira do agregado familiar contribuíram negativamente».

No que se refere às empresas, o indicador de confiança da Indústria Transformadora diminuiu nos últimos três meses, prolongando o movimento descendente observado desde Janeiro de 2018 e atingindo o valor mais baixo desde Agosto de 2014, refere o INE.

Esta evolução reflectiu o contributo negativo das perspectivas de produção, enquanto as apreciações sobre a evolução dos stocks de produtos acabados e sobre a procura global contribuíram positivamente.

O indicador de confiança da Construção e Obras Públicas diminuiu ligeiramente, após ter aumentado em Outubro, com o contributo negativo relativo à carteira de encomendas e perspectivas de emprego.

O indicador de confiança do Comércio aumentou, contrariando a diminuição verificada no mês anterior. «O comportamento do indicador reflectiu o contributo positivo do saldo das perspectivas de actividade, tendo as opiniões sobre o volume de vendas registado um contributo nulo e as apreciações sobre o volume de stocks contribuído negativamente», indica o INE.

Já o indicador de confiança dos Serviços aumentou em Outubro e Novembro, após ter diminuído entre Julho e Setembro, verificando-se no último mês um contributo positivo de todas as componentes, apreciações sobre a actividade da empresa e opiniões e perspectivas sobre a evolução da carteira de encomendas.

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Sporting CP: partilhar é o maior presente de todos
Automonitor
Renault lamenta morte do pai dos Dacia Kwid, Sandero e Logan