Covid-19: Economia alemã contrai até 5,4% em 2020 no pior cenário

Estas estimativas são menos pessimistas do que as divulgadas nos últimos dias por alguns dos principais institutos económicos da Alemanha.

A economia alemã poderá contrair-se este ano até 5,4% no pior cenário que avalia os impactos da pandemia da covid-19, apresentado pelo conselho de assessores do Governo, num relatório extraordinário hoje divulgado.

Segundo o relatório do grupo designado “Cinco Sábios”, neste cenário registar-se-ia uma contração abrupta da economia alemã em forma de “V” este ano e uma recuperação do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,9% no próximo exercício, um crescimento que não compensaria a perda de 2020.

Este cenário, um dos três apresentados por este respeitado organismo de especialistas, prevê sete semanas de confinamento da vida pública e cinco de recuperação.

Um segundo cenário do conselho de assessores prevê uma recessão em forma de “U”, algo abrupta mas quase da mesma profundidade, com uma contração económica de 4,5% este ano e uma recuperação débil de 1,1% do PIB em 2021.

O terceiro cenário, também forma de “V”, prevê uma contração e recuperação rápidas, mas menos abruptas do que no primeiro caso. Neste cenário a contração em 2020 seria de 2,8% e o crescimento de PIB em 2021 de 3,7%.

Estas estimativas são menos pessimistas do que as divulgadas nos últimos dias por alguns dos principais institutos económicos da Alemanha, que chegavam a prever uma contração de 20% do PIB em 2020 no pior dos cenários.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 697 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 33.200.

Dos casos de infeção, pelo menos 137.900 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 382 mil infetados e mais de 23 mil mortos, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 10.779 mortos em 97.689 casos registados até hoje.

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Eventos digitais: tendências, vantagens e preocupações
Automonitor
Covid-19: SEAT doa 100 mil euros para projeto #YoMeCorono