Excesso de oferta leva preço do lítio a afundar para metade

Redução da procura pela China e expansão das minas australianas explicam queda.

A chilena SQM reportou uma quebra de 30% no resultado líquido referente ao terceiro trimestre do ano e alertou os investidores de que os preços baixos irão manter-se em 2020.

Citada pelo ‘Financial Times’, a segunda maior produtora deste metal referiu que o lucro desceu para 60,5 milhões de dólares – impactado pela fraca procura, principalmente dos clientes chineses, e pelo preço – enquanto as receitas recuaram quase 13% para 473,1 milhões de dólares.

De acordo com o ‘FT’, o preço do lítio afundou este ano devido ao excesso de oferta. Segundo a S&P Global Platts, o carbonato de lítio entregue no norte asiático – o benchmark da indústria – está actualmente nos 9.500 dólares, quase metade face aos 18 mil dólares em Maio de 2018.

A rápida expansão das minas na Austrália, e consequente aumento da produção, e o corte dos subsídios para aquisição de veículos eléctricos na China enfraqueceu a procura nesse mercado asiático.

A Albemarle, maior produtora mundial de lítio, já tinha avisado que os preços estavam a recuar em um terço face ao ano passado e que o stock é duas ou três vezes superior às necessidades, refere o ‘FT’.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Sporting CP: partilhar é o maior presente de todos
Automonitor
Renault lamenta morte do pai dos Dacia Kwid, Sandero e Logan