Haverá uma “boa solução” na disputa com o Tribunal Constitucional alemão, garante Lagarde

Recorde-se que o tribunal alemão pediu para discutir a proporcionalidade do programa de compras do PSPP, uma missão que corresponde ao Bundesbank (banco central da Alemanha) e ao Parlamento alemão.

Christine Lagarde, Presidente do Banco Central Europeu (BCE), garantiu, esta quinta-feira, que será encontrada uma “boa solução” para a disputa que surgiu após a decisão do Tribunal Constitucional alemão.

Recorde-se que o tribunal alemão pediu para discutir a proporcionalidade do programa de compras do PSPP, uma missão que corresponde ao Bundesbank (banco central da Alemanha) e ao Parlamento alemão.

A Presidente do BCE usou a palavra proporcionalidade em várias ocasiões durante a conferência de imprensa desta manhã, altura em que anunciou que os programas de compra são proporcionais e eficazes para atingir a meta de inflação e, por isso, o programa de compra contra a pandemia aumentou em 600 mil milhões de euros, para um total de 1.350 bilhões de euros.

“O BCE está sob a jurisdição dos tribunais da UE. O Tribunal alemão pediu explicações ao Bundesbank e ao Parlamento alemão, mas seguimos as diretrizes dos tribunais da UE”, disse Lagarde, acrescentando que confia “na primazia dos tribunais europeus. Analisamos a eficácia, o impacto e o custo-benefício de todo o nosso pacote de medidas, isso será refletido nas contas”.

Lagarde sublinhou ainda que “há sintomas de uma recuperação ainda que morna”, destacando que os estudos mais recentes sugerem que o colapso da atividade atingiu o ‘fundo do poço’ em maio e prevê uma recuperação no segundo semestre de 2020 à medida que as medidas de contenção são levantadas, embora a velocidade e a escala da recuperação “permaneçam incertas”.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Eventos digitais: tendências, vantagens e preocupações
Automonitor
Covid-19: SEAT doa 100 mil euros para projeto #YoMeCorono