Investidores globais cautelosos com agitações sociais um pouco por todo o mundo

Globalização, desigualdades e clima vão criar incertezas políticas e influenciar mercados, dizem investidores.

Alguns investidores globais estão a tornar-se mais cautelosos devido às preocupações com as agitações sociais um pouco por todo o mundo, embora o impacto nos mercados financeiros se tenha sentido de forma irregular.

Os investidores presentes na Reuters Global 2020 Investment Outlook Summit estão preocupados principalmente com os protestos em Hong Kong que duram há cerca de seis meses.

De acordo com a agência Reuters, alguns deles salientaram que factores como o impacto da globalização, desigualdades na riqueza e as alterações climáticas vão criar incertezas políticas nos próximos cinco a dez anos, o que irá influenciar os mercados.

«É um risco que está connosco e que, com estas avaliações bastante esticadas do mercado financeiro, faz com que paremos e nos tornemos mais cautelosos em mercados onde de outra forma não seriamos», afirmou um investidor à agência, acrescentando que está fricção política global mais extrema está para durar».

O mercado bolsista chileno, por exemplo, registou em Outubro o maior declínio mensal em quase dois anos, enquanto alguns yields de obrigações libanesas atingiram valores recorde antes de recuarem devido aos protestos contra um establishment político visto como corrupto e inapto.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Sporting CP: partilhar é o maior presente de todos
Automonitor
Renault lamenta morte do pai dos Dacia Kwid, Sandero e Logan