LSE reforça aposta nas obrigações “verdes”

Crescimento das finanças sustentáveis e aumento da concorrência levam a reforço da estratégia da LSE.

A London Stock Exchange vai criar uma nova classificação “verde” e endurecer os padrões para as obrigações “verdes” cotadas no seu mercado, numa altura em que a concorrência entre os mercados de capitais na indústria das finanças sustentáveis está a crescer.

De acordo com o ‘Financial Times’, as obrigações emitidas pelas empresas com receitas dominadas por actividades “verdes” terão de submeter relatórios anuais verificados sobre como as receitas estão a ser utilizadas. Além disso, e segundo a London Stock Exchange, o “Green Economy Mark” vai identificar os emissores de acções com pelo menos metade das suas receitas resultantes de actividades ambientais.

Segundo Nikhil Rathi, responsável pela LSE, indicou citado pelo jornal que vamos «continuar a assistir à crescente procura dos investidores por informação financeira relacionada com o clima, com alocações de activos globais para financiamento verde e sustentável a aumentar todos os anos».

O segmento de obrigações verdes da LSE, operacional desde 2015, tem mais de 200 obrigações.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Volvo vai lançar um carro eléctrico por ano
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?