Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia passa a contar com 3,1 mil milhões de euros

A Comissão Europeia pretende assim que a UE seja dotada de instrumentos que lhe permitam reagir mais rapidamente quando surge uma situação de emergência transnacional grave.

A ‘rescEU’ (Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia) será significativamente reforçada com 2 mil milhões de euros no período 2021-2027, a fim de criar reservas de equipamento estratégico para fazer face a emergências sanitárias, incêndios florestais, incidentes de natureza química, biológica, radiológica ou nuclear ou outras emergências graves. Desta forma, o orçamento total do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia será de 3,1 mil milhões de euros, anunciou a Comissão Europeia, esta terça-feira.

A Comissão Europeia pretende assim que a União Europeia (UE) seja dotada de instrumentos que lhe permitam reagir mais rapidamente quando surge uma situação de emergência transnacional grave, como o coronavírus, e afeta os países da UE em simultâneo.

Segundo a proposta da Comissão:

• A UE vai criar uma reserva de capacidades de resposta a situações de crise (incluindo equipamento médico, planos de evacuação médica, hospitais de campanha, aviões e helicópteros de combate a incêndios) a nível da UE, que podem ser mobilizados rapidamente para utilização em todos os Estados-Membros;

• Poderá, pela primeira vez, adquirir diretamente equipamento, assegurando uma rede de segurança de meios de resposta de emergência que possam apoiar os Estados-Membros em situações graves de crise;

•  Financiará totalmente os custos de desenvolvimento e operacionais das capacidades da rescEU.

A Comissão propôs igualmente um aumento substancial do seu orçamento humanitário global em 5 mil milhões de euros, atribuindo um total de 14,8 mil milhões de euros para responder melhor às necessidades crescentes em todo o mundo no próximo orçamento de longo prazo da UE para 2021-2027.

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Eventos digitais: tendências, vantagens e preocupações
Automonitor
Covid-19: SEAT doa 100 mil euros para projeto #YoMeCorono