Novos medicamentos impulsionam ganhos da Johnson & Johnson

Grupo norte-americano revê em alta resultado líquido para o total do ano.

O aumento das vendas de medicamentos sujeitos a prescrição médica motivou a Johnson & Johnson a impulsionar as previsões de lucros para o final do exercício fiscal.

O grupo norte-americano do sector da saúde indicou em comunicado que espera um lucro ajustado por acção entre os 8,62 dólares e os 8,67 dólares, acima dos 8,53 dólares e 8,63 anunciados anteriormente.

De acordo com a agência Reuters, as acções da companhia têm estado pressionadas devido às mais de 13 mil acções judiciais de que está a ser alvo devido ao medicamento Risperdal e a outras ligadas ao pó de talco, opióides, aparelhos médicos, entre outros.

O resultado líquido da J&J aumentou para 4,83 mil milhões de dólares no terceiro trimestre, de 3,93 mil milhões de dólares no período homólogo, mas a empresa não apresentou despesas relacionadas com litígios nestes três meses de 2019, mantendo os mesmos 832 milhões reportados no acumulado dos seis primeiros meses do ano.

O negócio farmacêutico da J&J foi impulsionado pelo novo tratamento Stelara, cujas vendas cresceram 30% para 1,7 mil milhões de dólares, e pelo Imbruvica, que aumentou 31% para 921 milhões de dólares.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nova Kinda de Oeiras tem um corredor infinito e um Design Studio
Automonitor
Cepsa Black Week começa esta sexta-feira