Pesos-pesados da UE ameaçam EUA

França e Alemanha procuram entendimento sobre as tarifas punitivas aos produtos europeus, mas admitem retaliar.

França e Alemanha esperam entrar num acordo com os Estados Unidos para evitar uma guerra comercial com a União Europeia, mas caso a administração Trump não colabore admitem retaliações.

«Estamos a oferecer a mão da amizade e espero que os EUA oiçam a voz da razão», afirmou o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, citado pelo ‘Financial Times’.

Os EUA vão impor tarifas punitivas de 25% a produtos europeus, num total de 7,5 mil milhões de dólares anuais, depois de terem recebido esta semana autorização da Organização Mundial do Comércio (OMC) para avançar, num processo que durou 15 anos e que tinha no seu cerne subsídios ilegais atribuídos pela UE à Airbus.

A OMC deverá dar a luz verde final no dia 14 de Outubro, com as tarifas a tornarem-se efectivas a 18 de Outubro, refere o ‘Financial Times’.

«Se a administração dos EUA recusar a mão esticada pela França e a UE, estamos prontos a reagir, através de sanções que estarão no quadro da OMC», afirmou Bruno Le Maire.

Já o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Heiko Maas, adiantou que a UE «vai ter agora de reagir e, uma vez aprovadas pela OMC, impor as suas próprias tarifas punitivas».

A UE poderá retaliar no início do próximo ano, altura em que a OMC vai decidir sobre o caso dos subsídios ilegais que os EUA concederam à Boeing.

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Volvo vai lançar um carro eléctrico por ano
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?