Preços na produção industrial descem 5,5% sob pressão da forte queda da energia

Excluindo o agrupamento de Energia, a descida foi de 1,0%, diminuindo 0,2 pontos percentuais já que havia sido de 0,8% em março.

O Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) registou uma descida, em termos homólogos, de 5,5% em abril, que compara com o recuo de 2,1% no mês anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgados esta terça-feira.

Excluindo o agrupamento de Energia, a descida foi de 1,0%, diminuindo 0,2 pontos percentuais já que havia sido de 0,8% em março. Já a variação mensal do índice agregado também sofreu uma queda de 2,8%, tendo conseguido crescer 0,6% em igual mês de 2019.

A análise do INE detalha ainda a redução do índice agregado foi determinada principalmente pelo do agrupamento de Energia, que passou de uma descida homóloga de 7,1% em março para uma queda acentuada de 22,3 em abril.

A secção das Indústrias Transformadoras registou uma descida homóloga de 4,5% (quando em março o recuo foi de 1,4% em março), da qual resultou um contributo de menos 4,0 p.p. para a variação do índice total.

Abril mês de recuos
Os preços na produção industrial apresentaram, em abril, uma diminuição mensal de 2,8%. O principal contributo para a variação do índice total foi dado pelo agrupamento de Energia (menos 2,7 p.p.), em resultado da queda de 13,9%.

Por secções, a diminuição do índice total foi determinada pelas Indústrias Transformadoras, com um contributo de menos 2,5 p.p., originado pelo recuo mensal de 2,7% (quando aumentou 0,4% em abril de 2019).

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Directora de Marketing da TAP: «As companhias vão ajustar-se. Não tenho dúvidas»
Automonitor
VLV: O primeiro Peugeot elétrico que se estreou em… 1941