Protecção contra imprevistos

Nesta edição abordamos as principais características dos seguros de acidentes pessoais e as razões pelas quais deve ter um.

A lei de Murphy determina que, se houver a possibilidade de algo correr mal, irá certamente correr mal e no pior momento possível. Os seguros de acidentes pessoais servem para protegê-lo contra a lei de Murphy (e daquilo que os outros seguros não protegem).

Quem se cinge aos seguros obrigatórios relacionados com a casa e com o carro, além de um eventual seguro de saúde, continua desprotegido durante a maior parte do tempo. Basta sair de casa ou do carro para ficar vulnerável a toda a espécie de pequenos (ou mesmo grandes) acidentes, contra os quais não tem qualquer protecção. Um seguro de acidentes pessoais tem por objectivo conferir cobertura a estes acidentes, que abrangem um período de 24 horas por dia. Por tratar-se de um seguro facultativo, é acumulável com quaisquer outros que já tenha, nomeadamente o seguro de saúde ou de vida, cujas coberturas diferem de modo substancial.

Um bom exemplo de seguro de acidentes pessoais é o Protecção Vital das Pessoas, uma solução da Fidelidade que o deixa protegido contra qualquer eventualidade no que diz respeito a acidentes pessoais. Serve de complemento quando não está coberto pelos seguros automóvel ou de acidentes de trabalho, por exemplo, durante as actividades de tempos livres ou em caso de acidente doméstico.

Entre as diferentes coberturas encontram- se as protecções contra as situações mais graves, como o Capital por Morte, a Incapacidade Temporária Absoluta, a Incapacidade Temporária Absoluta de Jovem, o Dano Patrimonial Futuro por Incapacidade Permanente Absoluta e o Dano Patrimonial Futuro por Morte.

Mas há mais. Este seguro serve ainda para fazer face a Despesas Hospitalares, Médicas e Medicamentosas em caso de acidente, Apoio Psicológico e Formação Segura.

Em caso de incapacidade, o segurado está igualmente salvaguardado no que diz respeito a Adaptação de Veículos, Adaptação de Residência Habitual ou Posto de Trabalho, Dano Patrimonial Futuro – Assistência Vitalícia e Dano Patrimonial Futuro – Apoio Doméstico Temporário por 3.ª pessoa. O seguro Protecção Vital das Pessoas inclui ainda as coberturas de Despesas de Repatriamento e Despesas de Funeral.

Quem não gosta de imprevistos poderá optar por uma outra solução da Fidelidade, o Seguro de Acidentes Pessoais Individual. Este seguro é uma forma simples e acessível de garantir a protecção e o apoio financeiro, a si e à sua família, em caso de acidente.

Nesta solução são disponibilizados três planos de coberturas com três opções de capital para que o segurado possa escolher a protecção adequada às suas exigências. Estas soluções garantem o pagamento de capitais e/ou indemnizações por danos ou lesões corporais, em consequência de acidente que ocorra em trabalho ou em lazer.

As coberturas incluem Morte ou Invalidez Permanente por Acidente e Despesas com Busca, Socorro e Salvamento. Como coberturas opcionais poderá subscrever ainda Despesas de Tratamento, Transporte Sanitário e Repatriamento por Acidente, Incapacidade Temporária por Internamento Hospitalar e Despesas de Funeral por Acidente.

Por fim, se é destemido e os seus tempos livres são sinónimo de adrenalina e da prática de desporto, a Fidelidade oferece o Acidentes Pessoais Aventura, um seguro que dá cobertura aos danos ou lesões corporais provocados por acidentes que resultem de actividades de lazer e também do âmbito profissional. As coberturas incluem Despesas de Tratamento e Repatriamento por Acidente, Despesas com Busca, Socorro e Salvamento e Morte ou Invalidez Permanente por Acidente. Opcionalmente poderá ter ainda as coberturas de Despesas de Funeral por Acidente e Incapacidade Temporária por Internamento Hospitalar.

in Revista Risco nº 11 (inverno 2018)

Ler Mais
Notícias relacionadas
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Bacardi foca-se nas marcas próprias em Portugal
Automonitor
O novo Lamborghini Sián é simplesmente eletrizante